• Dicas para fazer um sexo oral incrível na sua parceira!

    por  • 14 de janeiro de 2016 • Dicas da Alizée • 0 Comentarios

    Para a mulher, o sexo oral pode ser extremamente prazeroso, já que possibilita um estímulo concentrado numa região que possui um número altíssimo de terminações nervosas. E se você está recebendo essa preliminar maravilhosa, nada mais justo do que oferecer essa sensação à sua parceira também, certo?

    Para uma boa prática do sexo oral, você precisa primeiro conhecer a anatomia da vagina:

    sexo oral

    Tenha em mente que levar a sua parceira ao orgasmo pode demorar. Algumas mulheres demoram para se excitar. Relaxe, fique numa posição confortável e proceda com calma. Uma boa posição para o sexo oral é ficar de joelhos na frente da cama enquanto sua parceira está deitada bem na beirada, de forma que você mantenha seu pescoço reto e as mãos livres.

    Na hora de iniciar o sexo oral, você não precisa ir tão rapidamente direto ao ponto. Comece massageando a parte interna das coxas, alternando beijos e carícias até a virilha da mulher. Essa região é bastante vascularizada e sensível, contribuindo para a excitação da sua parceira. Lembre-se de que a vulva é extremamente sensível e você deve proceder com delicadeza, além de garantir que seus dedos estejam bem lubrificados e suas unhas cortadas (a sensação de atrito pode ser bem desestimulante para a mulher). Uma vez que você se encaminhou para a vulva, pode seguir essas dicas:

    • Beijar e chupar levemente os grandes lábios, parte mais exterior da vulva.

    • Massagear a região próxima da abertura da vagina. Esse local costuma abrigar as glândulas de Bartholin e Skene, que são responsáveis pela lubrificação vaginal.

    • Lamber o clitóris e os pequenos lábios.

    • Sugar gentilmente o clitóris apenas com seus lábios.

    • Tocar o clitóris com a língua e fazer movimentos circulares.
    • Insira um dedo na vagina e faça movimentos demorados.

    Você pode alternar entre beijar, lamber e sugar, por exemplo. Mas o orgasmo feminino geralmente é alcançado por uma série de movimentos repetitivos, ou seja, é importante ter consistência. Fique atento aos sinais: se sua parceira estiver ficando mais lubrificada ou respirando de forma mais intensa, ela provavelmente está próxima do orgasmo. Nesse momento, mantenha a constância dos movimentos.

    A melhor forma de descobrir se você está no caminho correto é perguntando. Peça à sua parceira que lhe oriente e diga quais movimentos ela gosta mais. Se preferir, você pode transformar isso numa brincadeira erótica e pedir para que ela se masturbe na sua frente, assim você pode observar o tipo de estímulo que ela acha mais gostoso.

    Gostou do texto? Testou as dicas? Conte pra gente nos comentários!

    Sobre

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *