• Defina As Regras!

    por  • 9 de fevereiro de 2017 • Cinquenta tons de cinza • 0 Comentarios

    Cinquenta-Tons-Mais-Escuros-1

    A partir de hoje, os dias vão ficar Cinquenta Tons Mais Escuros, mas vai passar a estar imenso calor. Na verdade, é bom que os cardíacos se cuidem, pois, pode ser bem perigoso. Mas, por favor, assegure que não morre de ansiedade, ou de qualquer outra coisa, antes de ver o filme. E depois, também não pode morrer, já que vai precisar de aplicar tudo o que aprendeu.

    Vai fazer tanto calor, em pleno Verão, que eu sugiro que tomem muita água e que procurem uma piscina, ou praia bem pertinho, para se refrescarem. Suco gelado ou sorvete também podem ajudar… ou piorar, dependendo da situação.

    De todo o modo, hoje é o dia mais quente do ano porque tanto aguardamos. Você sabe explicar porque essa história nos tira do sério? É o romance? O desejo intenso? É o perigo? Ou as regras e os jogos sexuais? A banda sonora também mexe muito com nossos sentidos e faz vibrar excessivamente as nossas emoções.

    Não adianta você dizer que não suspira, e que não fica com dificuldades de respiração quando Christian empurra a Anastasia contra a parede do chuveiro, ou quando suas mãos sobem pelas pernas dela no elevador apinhado de gente. Você já sabe que, a partir de hoje, você vai viver tão profundamente a cena em que ela despe suas calcinhas no restaurante, como se fosse consigo mesma. Mesmo sentada na cadeira do cinema você vai suar. E não adianta pedir que contem a história do filme para você, porque eu sei que você vai querer lá estar, na primeira fila, para aprender tudo.

    E o que entusiasma mais a você? Conte para nós, nos comentários. Simplesmente, tenha o cuidado de não revelar aqui a história, para não a estragar a quem ainda não viu o filme, nem leu o livro.

    Entretanto, devia passar na nossa loja (rapidinho) e se inspirar (leve o seu tempo), pois amanhã pode ser tarde… não garantimos stock para todos os clientes. Apenas asseguramos que as noites dos que chegarem primeiro vão ser surpreendentes.

    Há muito pouca gente com quem o filme, e o livro, não mexe, mas isso é raro. É preciso que seja gente muito fria. Conservadorismos à parte, eu acredito que as pessoas devem ser genuínas com suas próprias emoções.

    Sejam qual forem suas razões, nunca deixe de explorar as suas sensações e não pare de viver com a intensidade que sua vida merece, por achar que é pecado. Pecado é não amar, e não querer ser feliz. Liberte-se… e defina você as regras!

    Sobre

    Deixe uma resposta

    O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *